Camaçari Diário - Conteúdo interativo de notícias, vídeos, esportes, lazer, blogs e jornalismo
19 de outubro de 2010 10:49

Audiência Pública define propostas para editais culturais

A audiência pública foi realizada sábado (16/10), na Escola Estadual Luis Eduardo Magalhães.

Por Editor
 
Foto: Adeilson Carvalho – Ascom/PMC  

A Secretaria da Cultura (Secult) de Camaçari elegeu, em audiência pública, 21 propostas prioritárias dos segmentos artísticos e culturais para a construção dos Editais Municipais de Financiamento. No encontro, que reuniu cerca de 200 pessoas, o Conselho Municipal de Cultura (CMC) e membros de diversos segmentos da sociedade debateram sobre a cultura do Município.

Na ocasião, o secretário de Cultura, Vital Vasconcelos, lembrou o quanto é importante discutir com a população as ações culturais de Camaçari. “As decisões não devem partir apenas do poder público, mas também da comunidade, que é quem faz a cultura no Município”, explica.

O secretário ainda fez um balanço das ações desenvolvidas pela Secult, com destaque para o projeto Terreiradas, uma iniciativa que visa resgatar as tradições populares da cultura negra no Município. De acordo com Vital Vasconcelos, o próximo passo do Conselho será a criação do Plano Municipal de Cultura de Camaçari. A audiência pública foi realizada sábado (16/10), na Escola Estadual Luis Eduardo Magalhães.
         
Câmaras Setoriais
 

A Câmara Setorial de Artes Cênicas, Teatro, Dança, Circo e Ópera defende a montagem e a circulação de espetáculos. Já Câmara Setorial de Livro e Literatura quer a valorização da leitura através de encontros, seminários, fóruns e congressos, a democratização do acesso à leitura e o fomento de publicação, circulação, distribuição e consumo, além de complementação de renda para agentes de leitura.

A Câmara de Música e Congêneres propôs a circulação de shows, gravação de CD/DVD e formação de grupos artísticos culturais. A  Câmara de Artes Visuais, Artesanato e Audiovisual, indicou a seleção de projetos municipais para formação artístico-cultural nas áreas de Artes Visuais e Audiovisual, com trabalhos em arte e tecnologia, cerâmica, colagem, desenhos, fotografia, grafite, gravura, objeto, pintura e vídeo-arte, além de editais de documentários e vídeos de ficção que visem o resgate cultural municipal.

A Câmara Setorial de Patrimônio Cultural Material e Imaterial apontou a aquisição de materiais de multimídia, fardamentos, instrumentos musicais, remuneração de quem realiza oficinas, ajuda de custo com viagens, realização de eventos e capacitação dos grupos culturais de comunidades tradicionais, incluindo templos de matriz africana, para divulgar a cultura afro-brasileira. A Câmara ainda propôs incentivar entidades e comunidades tradicionais com cursos, construção, reforma e ampliação dos espaços físicos, além de promover capacitação de agentes culturais e financiar CDs, DVDs, livros e palestras de conteúdo educativo e cultural, priorizando os mestres de ofício.

A Câmara Setorial de Sociedade Civil e Movimentos Sociais indicou a promoção e manutenção de projetos que desenvolvam os direitos humanos nos segmentos infantil, juvenil e de idosos, além de vítimas de discriminação racial e violência sexual, a realização de cursos de capacitação em gestão e técnica cultural e a manutenção, criação e compra de equipamentos culturais. Por fim, a Câmara Setorial Empresarial e Industrial vai levantar as demandas e apresentá-las à Secretaria da Cultura e ao Conselho Municipal da Cultura.

Fonte texto e foto: Ascom / PMC

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*