Camaçari Diário - Conteúdo interativo de notícias, vídeos, esportes, lazer, blogs e jornalismo
08 de novembro de 2010 13:13

Camaçari adere a Campanha contra o Câncer de Mama

Unidades de saúde do Município estão preparadas para orientar a população.

Por Fabiane Santos
 
O melhor remédio é a prevenção.  

O Câncer Mama é o que mais mata mulheres em todo o Brasil. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), cerca de 11 mil vão a óbito por ano. E a causa do tumor, muitas vezes é a falta de orientação, pois quando procuram o médico já é tarde demais.

No último mês Camaçari participou da Campanha Outubro Rosa – Campanha Internacional de Detecção do Câncer de Mama. Nas 39 unidades de saúde do Município foram realizadas atividades de orientação à população, identificação de novos casos de alterações mamárias e câncer, sensibilização e atualização dos profissionais de saúde.

Segundo a Drª Tamy Fonseca, assessora do Departamento de Atenção Básica do Município, a campanha é realizada com o objetivo de alertar a população sobre o que é câncer e como se prevenir. “A campanha visa a prevenção. O autoexame é uma das melhores formas de detectar qualquer alteração. Quando a mulher se auto examina, ela passa a conhecer o seu corpo e fica mais fácil de identificar o problema no início e solucioná-lo”, disse.

A orientação é que todas as mulheres façam esse autoexame periodicamente com seu ginecologista e em casa. Tendo um sinal de qualquer alteração ou suspeita a mulher deve procurar o médico e fazer uma avaliação. Para as mulheres entre 50 e 69 anos, o Inca recomenda que se faça o exame de mamografia.

De acordo com a Drª Tamy, os médicos dos Postos de Saúde da Família (PSF) estão capacitados para fazer o acompanhamento familiar, por isso é sempre bom que a pessoa crie um vinculo entre paciente e o médico. “O médicos dos PSF fazem o acompanhamento familiar. Por isso é sempre bom que a pessoa Faça o acompanhamento médico de sua família no mesmo posto. Conhecendo a família o médico pode até mesmo saber se é uma doença hereditária ou genética e assim facilita para um diagnostico preciso”.

Especialistas acreditam que a mortalidade pode reduzir em 30% se houver um diagnóstico precoce. Se isso não começar a acontecer, a estimativa – Incidência de Câncer no Brasil 2010-2011, documento produzido pelo Inca – é de que o país terá 500 mil novos casos de câncer por ano.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*