Camaçari Diário - Conteúdo interativo de notícias, vídeos, esportes, lazer, blogs e jornalismo
28 de julho de 2010 09:31

Secretária da Mulher fala sobre o trabalho desenvolvido em Camaçari

Aurenita Castillo falou das conquistas para mulheres em situação de risco

Por Fabiana Fernandes
Aurenita Castillo  
Secretária Aurenita Castillo  

Violência sexual, moral, psicológica, física (por parte de pais, filhos, companheiros e ex, desconhecidos), são muitos os tipos de violência sofrida por mulheres todos os dias e tantos são os problemas que geram para a sociedade.
Em Camaçari, a Secretaria de Promoção da Mulher e da Reparação (Seprom) exerce um papel fundamental em toda e qualquer ação de apoio às mulheres.

Segundo Aurenita Castillo, em entrevista ao Camaçari Diário nesta terça-feira, 27, e que está à frente da Seprom há 5 anos, a secretaria tem como objetivo atender todo e qualquer pedido de apoio às mulheres do município.
As mulheres têm na Seprom um local para contar seus problemas e serem encaminhadas para outros órgãos do município nos quais seus problemas possam ser amenizados ou resolvidos.
Há um ano, Camaçari ganhou o Centro de Referência de Atenção a Mulher (CRM), Yolanda Pires. Um local onde as mulheres podem desabafar seus problemas, angústias, crimes sofridos, além de ter acompanhamento psicológico, jurídico e ter a oportunidade de freqüentar oficinas de capacitação, inclusão digital, palestras e outras atividades lúdicas a fim de devolver às mulheres sua auto-estima.

Aurenita ressalta que graças a esses projetos, no próximo dia 12 de agosto acontece na Cidade do Saber a solenidade de formatura das alunas do Programa Mulher Cidadã que foi criado pela Lei Municipal 806/2007. Neste dia, 400 mulheres serão oficialmente formadas, sendo que cerca de 25% delas já estão no mercado de trabalho.
Segundo ela, o programa já capacitou mais de 1000 mulheres desde sua criação, dentre estas, 360 baianas de acarajé em 2 anos.

Contente, a secretária falou de Camaçari trazer uma Delegacia Especial de Atendimento a Mulher (Deam) para o município e de todas as outras conquistas através da educação e conscientização, como palestras em escolas e o convite que a Seprom recebeu por parte de 45 homens no bairro do Parque das Mangabas para uma palestra sobre violência contra mulher.
Aurenita também citou a Marcha das Mulheres que ocorre todos os anos e o Seminário em homenagem ao Dia da Mulher Negra Latino-Americana, do Caribe e Diáspora, que aconteceu no plenário da Câmara Municipal, no último dia 23.

Além disso, a Seprom atua com a Rede de Atenção à Mulher em situação de Violência e recebe algumas mulheres até de outras cidades, encaminhadas pelo serviço Disque 180.  Segundo a secretária, bastando alguns telefonemas, problemas envolvendo mulheres vindas de fora e mulheres de Camaçari em outros locais poderão ser amenizados ou resolvidos.

Aurenita faz questão de frisar que toda mulher pode chegar sem medo, tanto na secretaria quanto no Centro de Referência que será atendida com sigilo profissional.
A Seprom fica no segundo andar do antigo prédio do Hotel Guarajuba, em frente a Coelba, próxima a prefeitura. Já o Centro de Referência está localizado na Rua da Ambrósia, s/n°, bairro Dois de Julho, próximo a Escola Luis Pereira.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*