Camaçari Diário - Conteúdo interativo de notícias, vídeos, esportes, lazer, blogs e jornalismo
12 de outubro de 2010 05:41

Bancários seguem com a greve sem data para terminar

Bancários se reúnem na quarta-feira (13) para discutirem novo reajuste oferecido pela Fenaban.

Por Fabiane Santos
 

A Fenaban ofereceu reajuste de 7,5%.

Foto: Fabiane Santos.

 

Na manhã da segunda-feira (11), a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos), sentou mais uma vez para negociar com os representantes dos bancários. Segundo informações retiradas do site
Sindicato dos Bancários da Bahia, a greve continuará e a intenção é fechar o maior número possível de agências em todo o Estado, para forçar um melhor reajuste para a categoria.

Na Bahia até o momento já são 566 agências sem funcionamento. A esperança dos funcionários é que ainda está semana a direção do Banco da Caixa e do Brasil façam uma contraproposta que possa viabilizar o fechamento do acordo e que seja justo para ambos os lados.

Segundo um comunicado a imprensa feito pela Fenaban, “os bancários vêm recebendo aumento real, acima da inflação, todos os anos, desde 2004, e contam com a melhor convenção coletiva de trabalho do país”.

A proposta oferecida pela Fenaban no final da tarde de segunda-feira foi um reajuste de 7,5% (o que, de acordo com a entidade, representa aumento real de 3,08%) para quem ganha até R$ 5.250,00. Acima desse valor, os salários seriam reajustados por uma parcela fixa de R$ 393,75 ou 4,29%, o que for mais vantajoso para o bancário.

Ainda nesta quarta-feira (13), os bancários se reunirão para uma nova Assembleia para avaliar a proposta feita pela Fenaban.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*