Camaçari Diário - Conteúdo interativo de notícias, vídeos, esportes, lazer, blogs e jornalismo
22 de dezembro de 2010 22:11

Faltam apenas 8 dias para o final do ano e Ponte da Radial B ainda não está concluída

Comerciantes pedem soluções imediatas em virtude dos prejuízos

Por Fabiane Santos

Para aqueles que estão aguardando a inauguração da ponte da Av. Radial B, no Centro de Camaçari, a espectativa é grande. As últimas informações do site da Prefeitura, seria a conclusão até o final do ano de 2010. Agora se isso será possível, nem todos têm essa certeza.

A queda da antiga estrutura aconteceu durante a forte chuva da madrugada do dia 8 de abril. Um enorme buraco se abriu no asfalto interrompendo a passagem de veículos.

No Município, a Av. Radial B é considerada uma via de grande importância, por fazer a ligação do Centro com o Pólo Petroquímico. Diversos carros de empresas e trabalhadores do Pólo utilizavam a avenida para chegar até o seu destino, mas há oito meses estão tendo que fazer um outro trageto, porque a ponte ainda está em construção.

A data para inauguração da ponte seria no dia 15 de outubro, mas por causa de um erro de cálculos, foi adiada e a conclusão ficou para até o final do ano. O erro foi referente a altura da ponte, que teve que sofre uma elevação de 70 cm, para que nos dias de chuva o Rio Camaçari não passasse sobre a estrutura da ponte. Com isso atrasou ainda mais a conclusão.

E quem reclama e fica prejudicado com todos esses contratempos, são os comerciantes. Muitos já foram obrigados a fechar as portas, pois a circulação de pedestres e veículos diminuiu muito no local e atrapalhou as vendas.

Nessa época de festa, alguns calculam uma perda de 60% das vendas, onde geralmente tem um aumento de 40%. A solução que alguns encontraram foi diminuir os preços, sem perder a qualidade. Jucy Nunes, gerente de manutenção da loja Dias e Cia Auto Peças e Ferramentas, avalia que a cidade está em crescimento e só os comerciantes da Av. Radial B estão sofrendo os prejuísos da reforma. “É um absurdo a via de ligação do Pólo ficar oito meses interditada, sem fluxo de carro. Nessa época é quando aumentam as vendas, o fluxo de pessoas na avenida caiu”, disse.

Para Jamilson, mas conhecido como “James”, que sempre vai a Av. Radial B comprar peças para o seu veículo, avalia que o tempo de construção da ponte é uma falta de compromisso com a população. E ainda reclama de não ter segurança no local, que agora ficou deserto. “Não tem segurança, policiamento no local. Diariamente têm assaltos na região. Sempre preciso vir aqui comprar alguma coisa e me sinto prejudicado”, diz.

A gerente do Salão de Beleza Mulher Plena, Lucineide Rodrigues, se sente prejudicada, pois no local está havendo muitos assaltos e está tendo que fechar seu comércio antes de escurecer. “As minhas clientes reclamam que o local não tem segurança. Todos os dias têm assaltos e elas ficam com medo”, relatou.

O secretário de Infraestrutura do Município, Everaldo Siqueira, foi procurado para falar sobre o prazo do término da obra, mas estava em reunião e não pode atender a equipe de reportagem. O contato da redação foi passado para a secretária, mas até o momento do fechamento dessa matéria ninguém se pronunciou.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*