Camaçari Diário - Conteúdo interativo de notícias, vídeos, esportes, lazer, blogs e jornalismo
17 de dezembro de 2010 14:20

Homem é preso em flagrante por tentativa de homicídio

Durante uma briga ele esfaqueou a companheira

Por Fabiane Santos

Na quinta-feira (16), por volta das 11h30, policias do Serviço de Investigação (S. I.) da DEAM (Delegacia Especial de Atendimento à Mulher), prendeu Edilson Santana Alves, 25 anos, morador do bairro Nova Vitória, em Camaçari, por ter esfaqueado sua companheira.

De acordo com informações, Edilson estava preso a 15 dias atrás, por ter agredido a companheira com socos e pontapés, por causa de uma dívida com o cigano. Ele conta que sua companheira estava lhe pressionando para que ele pagasse uma conta no valor de R$ 2 mil. Por conta desse fato ele teria agredido sua esposa e sido preso em seguida.Contudo, foi liberado depois de pagar a fiança de R$ 510.

Ainda de acordo com informações de Edilson, ele e sua companheira são usuários de drogas e depois que foi liberado voltou a morar com a companheira. E conta que estava tudo tranqüilo até acontecer outra confusão. “Eu estava em um bar com ela e meus irmãos e um cara passou e nos chamou de ‘sacizeiro’. Foi quando eu perdi a cabeça e comecei a brigar com ele. Peguei a faca para ele, e não me lembro porque acabei esfaqueando minha esposa”, revela.

Logo em seguida Edilson fugiu e se escondeu na casa de um amigo. Para se alimentar ia na casa da irmã, mas estava cansado de estar se escondendo, foi quando decidiu ir na casa da companheira. “Eu passei no trabalho dela para dizer que não queria mais confusão, mas ela veio à delegacia e registrou a ocorrência, porque disse que se sentiu ameaçada”, disse.

O agressor informou que estava trabalhando de armador, na parada da Braskem e que estava aguardando receber o pagamento, para quitar a dívida com o cigano e conversar com o advogado para se apresentar na Delegacia, mas não deu tempo.

Edilson foi preso quando estava na casa da família da companheira. Preso em flagrante, agora ele permanece a disposição da Justiça.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*