Camaçari Diário - Conteúdo interativo de notícias, vídeos, esportes, lazer, blogs e jornalismo
12 de outubro de 2010 06:01

Lojistas reclamam dos assaltos constantes e pedem soluções

Em menos de um mês ladrões invadiram três estabelecimentos na Rua da Bandeira.

Por Fabiane Santos
 

Gerente informa que esta não é a primeira vez que assaltam a sorveteria. E que investirá em equipamentos de segurança.

Foto: Fabiane Santos.

 

Durante a madrugada da segunda-feira (11), a Sorveteria e Lanchonete Nevada, localizada na Rua da Bandeira, nº 23, foi assaltada. Os ladrões entraram pelo telhado e arrombaram o forro de PVC que tem no teto, para sair abriram a porta de frente levando os pertences da loja.

De acordo com as informações de Simone Lopes, a responsável pelo estabelecimento, não se sabe quantos bandidos estiveram no local, mais já inspecionou a loja e contabilizou os prejuízos. Vários aparelhos e mercadorias foram roubados como, micro-ondas, liquidificador industrial, botijão de gás, uma televisão e o dinheiro que estava no caixa. O valor estimado para o estrago, já ultrapassa 3 mil reais.

E essa não é a primeira vez que bandidos entram na lanchonete. Há um pouco mais de 20 dias, eles entraram pela abertura do exaustor e levaram o dinheiro que encontraram no caixa. Ninguém da loja prestou queixa, por se tratar de um valor pequeno e não obter resposta da polícia local. “Já prestei queixa, mais nunca nada foi resolvido. Desta vez também não vou à delegacia, prefiro investir em sistema de segurança com alarmes, travas e no telhado, ainda estou estudando qual será a melhor solução”, disse Simone Lopes. A loja que não tem seguro é alugada e paga segurança particular para fazer a ronda 24 horas do estabelecimento.

De acordo com lojistas, os assaltos nos finais de semana são frequentes e não tem policiamento no local. No último dia 30 de agosto, o Condomínio Metrópole Center, teve todas as salas do primeiro
andar arrombadas. Segundo um condômino que não quis se identificar, a polícia foi acionada, mas não pode fazer muito, pois não se tratava de um flagrante. “Quando fomos à delegacia prestar a queixa sobre o assalto, o policial que nos atendeu disse que não teria muito como resolver e que a realidade da polícia baiana é bem diferente do que a população pensa ou acha”.

Na quarta (06), a loja dos Correios da Rua da Bandeira também foi assaltada, mas a gerência, não quis falar sobre o assunto. Procuramos também a assessoria de comunicação dos Correios mais o telefone só
chama e ninguém atende.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*