Camaçari Diário - Conteúdo interativo de notícias, vídeos, esportes, lazer, blogs e jornalismo
23 de setembro de 2010 09:31

Operação reduz em 50% o transporte clandestino em Camaçari

Mais dois veículos foram retirados de circulação e levados ao pátio do Ciretran.

Por Editor

Em dois meses, a operação Clandestino Zero, realizada pela Superintendência de Transito e Transporte (STT) de Camaçari, reduziu em quase 50% o número de veículos que fazem transporte ilegal de passageiros. Na quarta-feira (22/09), mais dois veículos foram retirados de circulação e levados ao pátio do Ciretran (Circunscrição Regional de Trânsito) do Município, duas Vans que realizavam a linha Itapuã x Camaçari.

Os proprietários dos carros, que estavam sem condições de tráfego, foram autuados por infração média, que prevê multa de 80 UFIR (Unidade Fiscal de Referência), que corresponde a pouco mais de R$ 85, além da perderem quatro pontos na carteira.

A operação tem como objetivo manter a ordem no sistema de transporte do Município. “A blitz protege a integridade física dos usuários do sistema que desconhecem a procedência dos veículos, bem como a dos condutores”, declara o superintende da STT, João Araújo.
Para realizar a abordagem, a STT contou, pela primeira vez, com apoio de integrantes da Fiscalização Integrada Municipal. Além deles, compuseram a equipe oito agentes da STT equipados com três viaturas.

Antes de ir a campo, a equipe do setor de inteligência da STT observa por 15 dias os veículos clandestinos, com registros de imagens, horários e as rotas realizadas por eles.  De acordo com a STT, além da linha Itapuã x Camaçari, há veículos que fazem o roteiro São Sebastião do Passé x Camaçari e Sauípe X Camaçari.

De acordo com o diretor de Transporte da STT, Antonio Jambeiro, com a intensificação das blitze, outros veículos clandestinos sejam apreendidos. “Em breve, Outras fiscalizações serão realizadas sem data e hora previstas para que não haja evasão”.

*Fonte texto e foto: Ascom/PMC

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*