Camaçari Diário - Conteúdo interativo de notícias, vídeos, esportes, lazer, blogs e jornalismo
01 de novembro de 2010 07:49

Transporte alternativo de Camaçari garante acessibilidade

Este é o segundo carro com acessibilidade da Cooperunião.

Por Editor
 
Foto: Agnaldo Silva – Ascom/PMC.  

Camaçari ocupa mais uma posição de destaque em relação ao Estado e passa a contar com o segundo veículo de transporte alternativo adaptado para os portadores de mobilidade reduzida. A entrega do novo ônibus foi feita na sexta-feira  (29/10) junto a Superintendência de Trânsito e Transporte (STT) do Município, que realizou a vistoria do automóvel e o liberou para operação de imediato.

Este é o segundo carro adquirido pelo Cooperunião, cooperativa que roda para a orla de Camaçari. De acordo com o presidente da mesma, o objetivo é que toda a frota tenha acessibilidade. Até o final do ano quatro carros com acessibilidade devem estar à disposição da população.

Composto pelo que há de mais moderno no seguimento de veículos com acessibilidade, o novo ônibus conta com elevadores e um dispositivo chamado de Anjo da Guarda, que impede que o veículo saia ou se locomova com as portas abertas, o que promove mais segurança aos usuários.

A disponibilidade dos veículos especiais atende ao artigo 38 do decreto 5.296/2004 que regulamenta a lei de acessibilidade. Nele, todos os veículos de transporte deverão estar adaptados para portadores de necessidades especiais até o final de 2014.

Segundo o superintende da STT, João Araújo, a iniciativa coloca o Município numa posição confortável em relação as demais cidades da Bahia, mostra a preocupação do governo e dos permissionários em oferecer um sistema de transporte inclusivo e com melhor estrutura. “Não vamos parar por aqui, a proposta é termos mais três ônibus, iguais a este, até o final do ano”.

O novo carro, que fará o roteiro Vila de Abrantes/Sede, faz parte da frota da CooperUnião (Cooperativa União de Transportes), responsável por trajetos que vão de Catu de Abrantes a Canto dos Pássaros, em Arembepe. O primeiro automóvel, nesse segmento, entrou em operação há três semanas.

Segundo o presidente da cooperativa, Manoel de Araújo dos Santos, a intenção de sair na frente é motivar tanto o governo quanto a população. “Nós queremos mostrar que é possível ter um sistema de transporte de qualidade”.

Fonte: Luana Cavalcanti – Ascom/PMC

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*