Camaçari Diário - Conteúdo interativo de notícias, vídeos, esportes, lazer, blogs e jornalismo
03 de outubro de 2010 19:39

Apesar de denúncias ninguém foi preso por boca de urna em Camaçari

Mesmo com fiscalização da Polícia Federal a boca de urna aconteceu na cidade.

Por Editor
 
A boca de urna foi feita de forma bem discreta. E na maioria das vezes nas esquinas das escolas eleitorais. Foto: André Damasceno.  

Quem foi as urnas no domingo (03) percebeu que a prática condenada como criminal da boca de urna foi presente em todas as escolas eleitorais de Camaçari. Mesmo numa proporção menor, se comparada com a eleição de 2008, a boca de urna aconteceu nas imediações das escolas eleitorais. Em algumas escolas o crime eleitoral foi cometido na frente das unidades de votação. Contudo ninguém foi preso pelo crime.

De acordo com Tarcila Adileu, chefe de Cartório da Zona Eleitoral 171, diversas denúncias foram recebidas do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), contudo ninguém foi preso em flagrante. “Recebemos muitas ligações, mas, quando ligávamos para o juiz eleitoral, ou para a polícia, ir até o local e prender os praticantes do delito, estes já haviam se dispersado, o que resultava na perda do objeto”, disse.

Além da boca de urna, outros problemas aconteceram no processo eleitoral. Na escola José de Freitas Mascarenhas e na escola Helena Celestino, dois eleitores foram votar e perceberam que já haviam votado em seu lugar. “Isso é culpa de mesários que por falta de atenção anotam o voto do eleitor sem conferir o nome completo dos mesmos. Como foi o caso do Mascarenhas. Onde o rapaz que votou errado tinha o mesmo nome do outro, a mudança era apenas num sobrenome. Mas, a coordenação do colégio resolveu o problema e ele pôde votar sem problemas”, revelou.

Apesar de alguns problemas de mau uso e técnicos, nenhuma urna eleitoral precisou ser trocada em todo o município.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*