Camaçari Diário - Conteúdo interativo de notícias, vídeos, esportes, lazer, blogs e jornalismo
03 de setembro de 2010 01:18

Câmara derruba veto do prefeito Caetano e volta atrás em seguida

Com exceção do vereador Téo Ribeiro (PT), toda a bancada governista votou derrubando o veto.

Por Editor

Quem esteve na Câmara Municipal de Camaçari no dia 31 de agosto pode ver o acontecimento de um ato raríssimo, onde, com exceção do vereador Téo Ribeiro (PT), todos os vereadores votaram para derrubar o veto do prefeito Luiz Caetano ao Projeto de Lei 35/2010 do vereador Oto Maia (PSDB) que dispõe por uma metodologia da não violência nas escolas públicas do município de Camaçari.

A votação foi confusa, pois segundo afirmação os vereadores, o acordo seria para votar a favor do veto, contudo, na hora da votação o vereador Dílson Magalhães (PSC) votou contra e todos os seguirão. “Eu vou votar não, mas houve um acordo, lá dentro, para que votássemos a favor do veto. Todo mundo votou errado por que Dílson votou errado. Não temos como votar a favor de um projeto que inconstitucional”, disse o vereador Cleber Alves (PT).

A confusão foi explicada pelo vereador Jorge Curvelo (DEM). “Oto pediu para o projeto não entrar na pauta, pois ele estava inconstitucional e ele iria corrigi-lo. Mas, por um erro, colocaram o projeto em pauta. Agora ele tem que esperar até janeiro para corrigir o projeto e colocar em pauta de novo”, disse.

Esta é a segunda vez em 2010, que os vereadores, num ato mais que raro, votam contra um veto do Executivo Municipal a um projeto aprovado pela Casa. Na primeira ocasião os edis derrubaram o veto do prefeito contra um projeto do vereador Jorge Curvelo (DEM) que determina a instalação de biombos nas agências bancárias de Camaçari garantindo um atendimento mais seguro e privado ao cidadão.

Depois de muita polêmica e discussão entre os edis, o vereador Marcelino (PT) lançou a proposta de uma nova votação. “Como líder da bancada do governo eu peço que o veto seja votado novamente ou retirado de pauta para discutirmos melhor”, disse. Em seguida a vereadora Luiza Maia (PT) convidou os vereadores para uma nova votação. Desta vez, todos os vereadores votaram a favor do veto e derrubaram o projeto do vereador Oto.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*