Camaçari Diário - Conteúdo interativo de notícias, vídeos, esportes, lazer, blogs e jornalismo
02 de março de 2017 08:35

Marcelo Odebrecht admite caixa 2 à campanha de Dilma

Empresário prestou depoimento ao TSE nessa quarta-feira (1º)

Por Redação

Em depoimento ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nessa quarta-feira (1º), Marcelo Odebrecht admitiu que efetuou pagamento ao publicitário João Santana, que respondia pela campanha de Dilma Rousseff à Presidência em 2014.

Segundo o empresário, o recurso era proveniente de caixa 2 combinado com o ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega.

Apesar de confessar a irregularidade, o ex-presidente da Odebrecht afirmou não saber se Dilma e Temer, que concorreu na chapa da petista, sabiam de “qualquer ilicitude nas doações”.

De acordo com o empresário, a negociação de “contrapartidas” à empreiteira já havia começado na gestão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com base em uma medida provisória negociada por Mantega em 2009. Os recursos disponibilizados pela construtoranão teriam sido usados na campanha de 2010, mas ficado como um crédito para uso posterior no valor de R$ 50 milhões.

Os comentários para este conteúdo estão encerrados.