Camaçari Diário - Conteúdo interativo de notícias, vídeos, esportes, lazer, blogs e jornalismo
17 de fevereiro de 2017 10:19

MPF pede suspensão de benefícios de Paulo Roberto Costa

Procuradores alegam que ex-diretor mentiu em sua colaboração

Por Redação

O Ministério Público Federal (MPF) pediu para o juiz Sérgio Moro suspender os benefícios de delação premiada do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, além de sua condenação.

Segundo a força-tarefa da Operação Lava Jato, Costa mentiu em sua delação, o que quebraria o acordo firmado com a Justiça Federal. Ainda de acordo com os procuradores, Costa e familiares, como sua filha Arianna, teriam ocultado provas.

O procurador Deltan Dallagnol afirma que o confronto dos depoimentos de Costa e Arianna revelou contradições e omissões por parte dos acusados, em “evidente descumprimento aos deveres assumidos em razão da celebração de acordo”.

Os comentários para este conteúdo estão encerrados.