Camaçari Diário - Conteúdo interativo de notícias, vídeos, esportes, lazer, blogs e jornalismo
14 de março de 2017 11:00

PF prende suspeito de fraude no Metrô do Rio

Heitor Lopes, diretor Rio Trilhos, e Luiz Carlos Velloso, subsecretário de Turismo, foram presos

Por Redação

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (14) mais um desdobramento da Operação Lava Jato que investiga corrupção e pagamento de propina em contratos da linha 4 do Metrô. A ação conjunta com o Ministério Público Federal tem o objetivo de cumprir mandados de prisão no Rio de Janeiro.

O diretor da Companhia de Transportes sobre Trilhos do Estado do Rio de Janeiro (Rio Trilhos), Heitor Lopes de Sousa Junior, e o atual subsecretário de Turismo do estado e ex-subsecretário de Transportes, Luiz Carlos Velloso, são alvos da operação e já foram detidos.

Os agentes também cumprem 7 mandados de condução coercitiva. Um dos mandados cumpridos foi contra a companheira de Luiz Carlos Velloso, Renata Loureiro Borges Monteiro. O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Criminal, determinou o bloqueio de R$ 220 milhões de 7 pessoas e três empresas.

A prisão do ex-governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), integra a investigação no estado. Ele foi preso na Operação Calicute, que descobriu o esquema de cobrança de propina em obras durante a gestão Cabral, que funcionou entre 2007 e 2014.

Os comentários para este conteúdo estão encerrados.