Camaçari Diário - Conteúdo interativo de notícias, vídeos, esportes, lazer, blogs e jornalismo
12 de julho de 2017 17:18

Políticos reagem a condenação de Lula

Senador Lindbergh Farias acionou os cidadãos para saírem nas ruas em defesa do ex-presidente

Por Redação

Após o juiz Sérgio Moro condenar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a nove anos e meio de prisão, nesta quarta-feira (12), muitos políticos expressaram insatisfação.

Através de uma transmissão ao vivo no Facebook, o senador Lindbergh Farias acionou os cidadãos brasileiros para saírem nas ruas em defesa do ex-presidente.

“O Brasil está se transformando numa república de bananas. Vai ficar claro que não houve provas. Nas alegações finais do tal Deltan Dallagnol, ele admite que não há provas. Ele vai discutir em cima de teorias de probabilidade, uma maluquice completa. É a desmoralização por completo do Brasil a nível internacional”, disse.

O deputado Carlos Zarattini, líder do PT na Câmara, também comentou sobre o caso.

“É uma condenação feita por um juiz que participou da investigação, da denúncia e que julgou. Ou seja: é o mesmo que fez todas junto com a sua famosa força-tarefa. É uma decisão que não levou em conta as testemunhas, que não tem nenhuma prova factual de que Lula seja dono desse triplex, a não ser a delação de um empresário preso. Ou seja, um empresário preso há muito tempo e acabou fazendo essa acusação. O que se tenta é simplesmente excluir o presidente Lula, que hoje é o primeiro colocado em todas as disputas, de 2018. Excluir o presidente Lula das próximas eleições.” declarou.

Veja outros posicionamentos:

Gleisi Hoffmann, senadora (PR), presidente nacional do PT

“Sergio Moro prestou contas aos meios de comunicação e à opinião pública que formou contra Lula. Condenou sem provas! Vergonhoso.”

Humberto Costa, senador (PT-PE), líder da minoria no Senado

“É impressionante o que é a Justiça do Brasil nos nossos dias. Uma condenação política porque o objetivo desse magistrado não é acabar com a corrupção, não é tirar do setor público a prática danosa da corrupção. É agir como instrumento político. Ele foi o grande causador do impeachment da presidenta Dilma, com ações espetaculares, midiáticas, histriônicas, criou o clima para que milhões de pessoas fossem às ruas pedir a queda da presidenta Dilma. E quando se trata de tucanos e integrantes de outros partidos, essa sanha justiceira do juiz de Curitiba não se manifesta. Nós não vamos aceitar passivamente que isso aconteça.”

Álvaro Dias, senador (PR), líder do Podemos no Senado

“A condenação do ex-presidente Lula é histórica. Mostra que a Justiça é igual para todos, inclusive para ex-presidentes da República. Lula é o principal responsável pelo grande escândalo de corrupção no País. Uma condenação esperada, fruto do trabalho da Lava Jato e de Sérgio Moro.”

Os comentários para este conteúdo estão encerrados.