Camaçari Diário - Conteúdo interativo de notícias, vídeos, esportes, lazer, blogs e jornalismo
05 de novembro de 2010 14:30

Braskem lança projeto para unidade industrial de propeno verde

A Braskem considera essa planta como parte da estratégia de desenvolvimento.

Por Editor

A Braskem, maior produtora de resinas termoplásticas das Américas, comprometida em trazer ao mercado produtos e soluções de alta performance técnica e alinhados aos princípios da economia de baixo carbono, anuncia a conclusão da etapa conceitual do projeto de construção de uma planta de propeno verde.

Em 2011 serão concluídos os estudos de engenharia básica e, uma vez obtida a aprovação final, começará a implementação do projeto, que tem operação programada para o segundo semestre de 2013, com expectativa de investimento de aproximadamente US$100 milhões e capacidade mínima de produção de 30 mil toneladas por ano de propeno verde.

O Polipropileno Verde da Braskem utilizará uma tecnologia já provada e comprovada industrialmente e terá como fonte de matéria-prima o etanol de cana de açúcar, reconhecidamente a melhor fonte de energia renovável do mundo, e apresentará as mesmas propriedades técnicas, de processabilidade e desempenho apresentados pelo polipropileno produzido a partir de rotas tradicionais.

O estudo preliminar de ecoeficiência se mostra bastante favorável por se beneficiar das vantagens ambientais do eteno verde. O estudo foi realizado em parceria com a Fundação Espaço Eco e utilizou como base os dados da engenharia conceitual. Para cada tonelada de Polipropileno Verde produzida, 2,3 t de CO2 são capturadas e fixadas.

A Braskem considera essa planta como parte da estratégia de desenvolvimento de biopolímeros da empresa e tem o compromisso de expandir seu portfólio e capacidade produtiva, viabilizando o crescimento e a adoção do plástico verde por um número maior de Clientes e aplicações, potencializando os benefícios do produto para o meio ambiente.

Trabalhos em torno do Polipropileno Verde já vêm sendo realizados pela Braskem há bastante tempo. Em 2008, durante a BioJapan, a empresa anunciou a produção da primeira amostra de Polipropileno Verde a partir de matéria-prima 100% renovável verificado pela ASTM D6866. A Companhia também possui projetos de pesquisa para o desenvolvimento de uma nova rota produtiva para o Polipropileno Verde, como a parceria anunciada com a Novozymes, em 2009, e com a UNICAMP e LNBio.

O polipropileno é o segundo plástico mais utilizado no mundo e se caracteriza por propriedades únicas entre todos os polímeros, como excelente balanço de propriedades físicas, possibilidade de alta transparência e de alta resistência ao impacto em baixas temperaturas, alto desempenho em processos de transformação, estabilidade de propriedades ao longo do tempo, baixa densidade que possibilita menor peso das peças e grande versatilidade de aplicações.

Fonte: Hugo Ramos/Leitor do Camaçari Diário

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*